Skip to main content
crypto-covid

Análise de criptomoedas e COVID-19: como a crise do corona produziu um caso claro para a cripto

29 Dez, 2020

O aparecimento do novo coronavírus, ou COVID-19, tornou-se o evento definitivo de 2020, afetando todas as esferas da vida, enquanto autoridades nacionais lutam para controlar a pandemia mundial. O efeito nos mercados financeiros tem sido dramático e prejudicial. Mas, para o Bitcoin e outras criptomoedas, há algo de positivo.

O coronavirus expôs a fraqueza dos instrumentos financeiros tradicionais, no entanto, a cripto provou ser surpreendentemente resistente. Como resultado, o BTC e outras criptomoedas viram seus valores de investimento aumentar e aproveitaram mais tentativas de sua integração ao mainstream.

A perda das finanças tradicionais tem sido o ganho das criptomoedas

A COVID-19 interrompeu as linhas de abastecimento e viu muitas indústrias cortando custos freneticamente, despedindo trabalhadores e, consequentemente, colocando uma enorme pressão sobre os emissores de moeda fiduciária para imprimir, emprestar e gastar seu dinheiro para salvar suas infraestruturas econômicas e de saúde. Isso significa inflação e desvalorização das moedas fiduciárias – uma classe de ativos da qual os investidores certamente fugirão.

Até o todo-poderoso dólar americano, a moeda de reserva global, sofreu com as medidas de flexibilização quantitativa do Fed a ponto de a retenção de dólares ter resultado em retorno zero ou mesmo negativo.

Em tempos tumultuados como estes, os investidores normalmente fogem para ativos de refúgio seguros: instrumentos que tendem a ser independentes do mercado mais amplo, sendo o exemplo clássico o ouro.

E como as moedas digitais não exibem o mesmo comportamento de mercado que as moedas fiduciárias, os investidores também migraram para cripto, chegando até a chamar o BTC de “ouro digital”, já que ele tem pouca correlação com o mercado convencional. Isso não conta a história toda, embora certas características do Bitcoin e de outras criptomoedas - como ter um fornecimento fixo e nenhuma autoridade controladora central - façam dele uma opção à prova de inflação durante esse período de redução do PIB global.

O Bitcoin, a criptomoeda original, teve um grande impulso ao longo do ano pandêmico e atualmente está em cerca de US$ 26.000. Mas não foi uma história de sucesso simples. Em março, o maior valor da cripto por capitalização de mercado caiu para menos de US$ 6.000. Mas, no longo prazo, parece que as altas estão à frente, já que a criptomoeda original está fechando o ano em triunfo.

Vários pesos pesados financeiros mudaram para a cripto em 2020, e a COVID-19 e o dólar fraco foram motivadores diretos. Por exemplo, a MicroStrategy, empresa de bilhões de dólares e cotada na bolsa, investiu US$ 250 milhões de suas reservas de caixa no Bitcoin em julho, com o CEO Michael Saylor dizendo, “Não seria prudente continuar a deter uma grande parcela de USD como nossa estratégia de tesouraria.” A JPMorgan relata que as instituições estão comprando BTC por três vezes o valor que estavam no trimestre anterior. Da mesma forma, o ex-Gerente de Fundos da Goldman Sachs Raoul Pal alterou 25% de seu portfólio para Bitcoin após a ocorrência da pandemia. Um CIO da BlackRock foi à CNBC dizendo que o BTC "poderia tomar o lugar do ouro em grande medida" e um analista do Citi projetou que o Bitcoin poderia chegar a US$ 318.000 no final de 2021.

De acordo com uma pesquisa realizada pela gestora de ativos Fidelity Investments, 80% dos 800 investidores institucionais europeus e norte-americanos que participaram afirmaram que os ativos digitais parecem promissores, com um terço desses investidores já possuindo uma participação em criptomoedas. A Diretora de Pesquisa da Fidelity Digital Assets, Ria Bhutoria, afirmou que mais investidores norte-americanos possuem ativos digitais agora, com 27% os detendo neste ano em comparação com 2019, quando apenas 22% do portfólio dos investidores incluía uma dimensão digital.

Adoção principal por indivíduos e instituições

O mundo já está bem encaminhado para se tornar cada vez mais digitalizado, e o mundo das finanças não é exceção. No ano do lockdown, do distanciamento social e do trabalho remoto, há mais pessoas entre nós recorrendo a soluções digitais para pagamentos, finanças pessoais, e até mesmo investimentos. De acordo com a pesquisa do Grupo deVere, a pandemia de COVID-19 impulsionou um aumento de 72% no uso de aplicativos fintech na Europa como resultado da adaptação a condições de trabalho remotas. Os pequenos investidores também estão participando do voo da moeda fiduciária para a digital, migrando para aplicativos de cripto trading modernos e fáceis de usar, como o da StormGain.

Um sistema financeiro digital precisa de um back-end robusto para tornar as transações rápidas, seguras e rentáveis. As Altcoins que se concentram em soluções baseadas em blockchain (contratos inteligentes, dApps) para sistemas financeiros existentes (empréstimos, hipotecas, transações comerciais, etc.), estão bem preparadas para agir aqui. Neste caso, existem muitas altcoins concorrentes, como Stellar Lumens e YFI, que oferecem essas soluções.

Muitos bancos e instituições financeiras estão optando por soluções de blockchain para transferências internacionais, especialmente com plataformas de cripto que estão abertas para colaborar com reguladores financeiros. Por outro lado, seja a proposta de 2020 da Lei das Criptomoedas dos EUA, o Yuan Digital da China ou o projeto de lei de regulamentação de criptomoedas da Rússia, grandes e pequenos países estão se movendo para o território da cripto este ano, estimulados pelo aumento da importância da criptomoeda durante a pandemia do coronavírus.

Embora ainda não se saiba qual será o impacto das futuras regulamentações e a situação dos ativos digitais, a crise da COVID-19 provou uma coisa - as criptomoedas não estão desaparecendo e, na verdade, estão a caminho de se tornar uma parte mais central do economia global do que nunca. Não é pouca coisa e isso graças à extraordinária resiliência do BTC durante a turbulência do mercado, e também à crescente utilidade da blockchain em inovação financeira.

Boas-vindas ao StormGain - Plataforma de negociação de criptomoedas!

Negocie com multiplicador de 200x